terça-feira, 19 de junho de 2012

COBRAS VENENOSAS DO BRASIL

POISONOUS SNAKES OF BRAZIL


Existem diversos tipos de aventuras mas esse blog comenta principalmente aquelas que tem contato com a natureza como trekking, acampamento, acampamento no estilo sobrevivência e outros. Quando estamos exposto em ambientes selvagens, as vezes ate virgens, sempre estamos ao alcance de animais perigosos. Hoje falaremos das cobras!

As cobras venenosas do Brasil são as seguintes:


Jararaca

A jararaca é na verdade um gênero de muitas serpentes. Popularmente, as espécies são denominadas de jararacas. São serpentes peçonhentas, e causam muitos acidentes no Brasil e nos outros paises onde se distribuem, com altas taxas de botes (picadas) e mortalidades. As diferentes espécies apresentam diferenças nos padrões de coloração e tamanho, ação do veneno, dentre outras características. Atualmente, 32 espécies são reconhecidas, mas vez por outra ainda se descobrem novas especies portanto cuidado para não ser picado!!

Jararaca - Caiçaca
Caiçaca é mais uma espécie de jararaca. Popularmente pode ser chamada de Caiçaca, Caissaca, Caiçara, Jacuruçu ou Jararacão. Habita principalmente a vegetação de cerrado e a mata das araucárias (As Matas de Araucárias são encontradas mais na Região Sul do Brasil e nos pontos de relevo mais elevado da Região Sudeste)




Memorize o padrão de sua pele


Jararaca - Urutu 


Bothrops alternus, conhecido vulgarmente como urutu, urutu-cruzeiro, cruzeiro e cruzeira, é da mesma família da jararaca, cascavel e surucucu, que ocorre no Centro-Oeste e no Sul do Brasil, como também no Uruguai, Paraguai e Argentina. 
A Urutu-Cruzeiro é uma cobra grande, chegando a medir 1,70m, mas raramente ultrapassa 1,20m.
É de hábitos noturno e pode também ser encontrada no fim da tarde, no por do sol. 




 Memorize o padrão de sua pele!


Jararaca - Cotiara

A Cotiara (Rhinocerophis cotiara) é uma serpente venenosa da família das jararacas, encontrada na Argentina e no Brasil. 
Possui cerca de 80 cm de comprimento e coloração verde-olivácea, com manchas marrons, margeadas de preto. 
É uma espécie terrestre, associada às matas de pinheiro-do-paraná. Também é conhecida pelos nomes de boicoatiara, boicotiara, boiquatiara,coatiara, jararaca-de-barriga-preta, jararaca-preta e quatiara.





Jararacuçu 

Jararacuçu, jararacuçu-verdadeiro, surucucu, surucucu-dourada, surucucu-tapete, urutu-dourado, urutu-estrela e patrona. De até 2 m de comprimento e coloração dorsal variável entre cinza, rosa, amarelo, marrom ou preto, com manchas triangulares marrom-escuras. As jararacuçus costumam tomar sol para se aquecerem durante o dia e preferem caçar à noite.



Cascavel 

Cascavel é o nome genérico dado às cobras venenosas de um género especifico(Crotalus e Sistrurus). As cascavéis possuem um chocalho característico na cauda. A finalidade do som produzido pelo guizo é de advertir a sua presença e espantar os animais de grande porte que lhe poderiam fazer mal. É uma ótima chance de evitar o confronto

                  



Surucucu 


Vulgarmente conhecida como surucutinga, surucucutinga, surucucu-de-fogo, surucucu-pico-de-jaca e cobra-topete, é a maior cobra peçonhenta da América do Sul.





Cobra-coral

As corais são serpentes de pequeno porte, facilmente reconhecidas por seu colorido vivo. Há corais peçonhentas (Micrurus) e não-peçonhentas (Erythrolamprus, Oxyrhopus e Anilius), mas é difícil a distinção, possível apenas pelo exame minucioso da posição das presas ou da qualidade dos desenhos (anéis). É também conhecida pelos nomes cobra-coral-venenosa, coral-venenosa, coral-verdadeira, ibiboboca, ibiboca e ibioca.


Não sei se o ditado é verdadeiro mas dizem que para diferenciar a falsa coral da verdadeira, a venenosa, você deve fazer o seguinte... diz o ditado:
"Vermelho no preto falsa coral vermelho no branco pode te matar"


Por fim lembre-se:


Peça para alguém capturar a cobra, se não for possível captura-la com segurança mate-a (mas só se isso puder ser feito sem colocar a outra pessoa em risco). Coloque a cobra em um saco e leve-a ao hospital com você, pois isso vai permitir que a equipe médica identifique a cobra corretamente e use o soro correto.

Mantenha-se calmo, imóvel e aquecido. Tente não entrar em pânico, pois o nervosismo estimula o coração a bombear mais sangue, o que só vai ajudar a aumentar a velocidade com que o veneno é espalhado pelo seu corpo. Procure respirar profunda e vagarosamente.

Se a picada foi nas pernas ou braços, retire anéis, pulseiras, sapatos ou meias, pois as extremidades podem inchar. Se possível, fique deitado e imobilize os membros, elevando-os a uma posição acima do restante do corpo.


NÃO aplique gelo, NÃO corte o local da picada com uma faca e NÃO tente chupar o veneno da ferida. Estes métodos ultrapassados de tratamento não ajudam em caso de mordida de cobra.


Peça ajuda. Se você for envenenado, pode ser que comece a se sentir tonto. Não tente ir sozinho ao hospital.

VEJA TAMBÉM: 

INSETOS E OUTROS SERES VENENOSOS DO BRASIL


3 comentários:

  1. Como é que vocês, que incentivam o contato com a natureza e a vida selvagem, orientam as pessoas a matarem as cobras quando as encontrarem? Estão malucos? Muitas dessas víboras são de matas fechadas e as pessoas é que entram em seus territórios. Além disto, existem espécies que estão nas listas de animais em ameaça de extinção. Como pessoas ligadas à natureza, vocês não deveriam incentivar esta prática. O correto é: entrou em contato com uma cobra venenosa ou não, procure afastar-se dela, sem se colocar em perigo ou ao animal.

    ResponderExcluir
  2. Concordo.Errado matar cobras. Ligue para policia ambiental e peca para que alguém retire o animal!!!!

    ResponderExcluir
  3. ei wagner o sr tá viajando, a orientação é certa. tem que matar e levar para o hospital, se o cara tiver tecnica leva a cobra viva e depois "devolve o bichinho pra natureza se nao o wagner vai ficar triste.

    ResponderExcluir

Por Favor Deixe Sua Opnião!